domingo, 1 de março de 2009

Lançamento Oficial do Infertile® Primeiro Esterilizante Químico Canino do Brasil

A PEA foi convidada a conhecer essa novidade e acompanhará a apresentação e lançamento de um produto chamado INFERTILE.

E você também está sendo convidado!

Trata-se de um composto que resulta na esterilização de cães machos, com apenas a aplicação de uma injeção.

O produto visa colaborar com o problema da superpopulação canina. Segundo os responsáveis, esse produto não apresenta contra-indicações e riscos aos animais, e causa esterilização permanente.

Participe:

Dia 03 de março de 2009, terça-feira, às 20:30h.

No Buffet Grécia Antiga, na Av. Santo Amaro, 3864 - São Paulo/SP.

Entrada Gratuita

O estacionamento Vallet disponibilizado pelo espaço custará R$ 15,00

Durante o evento será realizada palestra técnica e formalizada a doação de 3.000 doses de Infertile ao município de Ibiuna/SP.

Dentre as autoridades presentes, estarão:

Capitão PM Robis

Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo

Dr. Eduardo Jorge

Secretário do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo

Dr. Eduardo Pacheco Caldas

Médico Veterinário do Ministério da Saúde

Nina Rosa

Instituto Nina Rosa

Médicos Veterinários com a palestra

"Desenvolvimento e Avaliação da Eficácia do Infertile na Esterilização Química de Cães Machos"

Vale a pena conferir!

Divulgue e Participe desse evento!

Mais Informações: (11) 5631 0888


http://www.pea.org.br/informativo/pea2822009202724.htm

2 comentários:

Robie Palmari/Esquadrão Pet disse...

Acho bom ir com um pouco mais de cautela, ante tanta euforia. Precisamos saber muito mais sobre eficacia/eficiencia e principalmente SEGURANÇA do uso do produto antes de sairmos usando por ai nos pobres animais ja tão desamparados por nossa sociedade.
esclarecimentos mais precisos ja foram solicitados ao CRMV - SP, conforme abaixo:

INFERTILE: PRESIDENTE DO CRMV-SP
PRETENDE REALIZAR AMPLA DISCUSSÃO


Após ser solicitado através de um documento (veja a íntegra), o presidente do CRMV-SP, DR. FRANCISCO CAVALCANTI DE ALMEIDA, revelou-se disposto a abrir um amplo debate de esclarecimentos a respeito do INFERTILE, esterlizante químico recém lançado e que vem provocando grandes dúvidas no meio da proteção animal e, mesmo, entre médicos veterinários.

O encontro deve ser marcado para os próximos dias, afirmou Francisco Cavalcanti, que espera contar com a presença dos fabricantes e dos técnicos responsáveis pelo produto. O CRMV-SP também promete fazer gestões junto ao Ministério da Agricultura para obter maiores informações relativas aos protocolos utilizados durante o trâmite de registro do esterilizante químico.

O documento enviado ao CRMV, assinado por ONGs, médicos veterinários e protetores independentes, solicita que este Conselho promova uma ampla discussão sobre o INFERTILE, pois até agora os fabricantes nao conseguiram convencer o movimento de proteção animal que este esterilizante químico realmente nao provoca efeitos colaterais a médio e longo prazos.

No documento, os signatários pedem ainda que o presidente do CRMV-SP, órgão que reune perto de 25 mil médicos-veterinários no Estado de Sao Paulo, provoque o Ministério da Agricultura visando tornar públicos os protocolos utilizados para registro do produto e liberação do uso em todo o território nacional do esterilizante químico INFERTILE.

O lançamento oficial do INFERTILE aconteceu no último dia 3 de março, em Sao Paulo, em um evento que deixou mais dúvidas do que esclarecimentos para todos os presentes. Os médicos veterinários responsáveis pela formulação fizeram uma breve explanação durante a solenidade e revelaram que os testes foram realizados num grupo de 29 cães, sendo que destes somente 11 receberam a fórmula na dosagem colocada no mercado.

Assim, é oportuno que ONGs localizadas em outros Estados também solicitem aos respectivos CRMVs a realização de amplas discussões relativas ao INFERTILE, pois a intenção dos fabricantes é que o produto seja usado em larga escala no País.

Regina Macedo
jornalista ambiental / São Paulo / SP
reginamacedo@terra.com.br

São Paulo, 05 de março de 2009.
Ao Dr.
FRANCISCO CAVALCANTI DE ALMEIDA
Ilustríssimo Presidente do CRMV-SP

Caro Dr. Francisco,
Diante do imenso número de dúvidas e questionamentos surgidos, e não esclarecidos, durante o lançamento do INFERTILE – esterilizante químico fabricado pela RHOBIFARMA INDUSTRIA FARMACÊUTICA LTDA e
apresentado oficialmente a veterinários, autoridades públicas, ONGs do movimento de proteção animal, no último dia 3 de março, nos dirigimos a Vossa Senhoria, solicitando sua atuação para que o processo de informações relativas ao produto seja o mais abrangente possível e para que possam ser tornados públicos os protocolos de aprovação junto ao Ministério da Agricultura.

Como o senhor estava presente no evento de apresentação do produto,representando o CRMV-SP, deve ter percebido que faltaram esclarecimentos
e, mesmo assim, foram distribuídos imediatamente, como brinde, 10 mil doses de INFERTILE para prefeituras de várias cidades, entre elas Ibiúna e Jundiaí (3 mil doses para cada uma dessas Municipalidades).

O senhor inclusive frisou, de forma bastante oportuna, que o produto, se for usado, só deve ser administrado por médico veterinário – mas esta obrigatoriedade não é plenamente esclarecida na propaganda deste esterilizante.

Na oportunidade, a Diretora da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, Dra. Inês Suarez Romano, esclareceu que os setores responsáveis pelo controle
animal na Prefeitura de São Paulo (COVISA/CCZ) pretendem realizar testes de campo e estudar a melhor forma de utilizar o produto como possível
método “alternativo” de controle populacional de cães.

A Dra. Inês Suarez, lembrando sua condição de farmacêutica, frisou que qualquer medicamento,
mesmo aprovado por órgãos federais competentes, pode surpreender quando usado em maior escala, pois podem surgir efeitos adversos.
São Paulo não formalizou o recebimento de doses em doação, como fizeram outros Municípios durante o evento.

Nos dois últimos dias, vários questionamentos têm sido levantados, principalmente em relação ao fato de o produto ter sido liberado pelo Ministério da Agricultura para venda em todo o território nacional bastando a apresentação de estudos realizados em um grupo de 29 animais – sendo que destes, somente 11 foram efetivamente inoculados com a fórmula, conforme a rápida apresentação técnica realizada pelo idealizador da fórmula, médico veterinário Dr. Francisco Rafael Martins Soto, de Ibiúna.

Tanto a apresentação do Dr. Soto, como de seu orientador, Dr. Wilson Gonçalves Viana, tentaram evidenciar que o produto é “praticamente indolor, dificilmente provoca reações e pode até mesmo ser aplicado “em campo”, na periferia, com o animal no chão, sem anestésico”.

Além disso, mostraram que apesar da morte das células onde o esperma é produzido, com os testículos ficando sem irrigação e com tamanho reduzido, “não existem efeitos colaterais significativos a longo prazo”.

No entanto, os dois médicos veterinários responsáveis pelo produto não apresentaram estatísticas e nem demonstraram que um número significativo de animais inoculados com o produto mantiveram-se vivos há anos sem agravos à saúde e integridade física.

E, mesmo com todas estas “garantias”, profissionais da Medicina Veterinária, sobretudo aqueles ligados a ONGs da proteção animal, vêm levantando
dúvidas se realmente existe um produto que, injetado numa região tão delicada do animal, realmente não produz incômodos.

Também existem questionamentos sobre o processo de infertilização que, provocando a morte de células, poderia, sim causar efeitos indesejáveis para o organismo como um todo.

Lembramos ao senhor que até o momento a maioria das experiências realizadas com produtos semelhantes em outros países não teve êxito.

Sendo assim, pedimos que o senhor seja o porta-voz junto ao Ministério da Agricultura, visando esclarecer quais foram os protocolos utilizados antes da efetiva liberação do INFERTILE para comercialização em todo o território nacional; e se este órgão federal tem plenas condições de atestar que o produto não afeta o bem-estar do animal e nem provoca nenhum tipo de dano físico ao cães inoculados com este esterilizante químico.

Por outro lado, médicos veterinários e defensores dos animais reafirmam que muitas dúvidas que pairam sobre o INFERTILE não foram esclarecidas durante o evento de lançamento do produto – os responsáveis pela fabricação, a senhora DEBBIE HIRST e a indústria RHOBIFARMA garantiram que posteriormente estariam dispostos a esclarecer todas as dúvidas, mas até
o momento não convocaram nenhuma reunião com os setores interessados, apesar de continuarem realizando gestões para a ampla distribuição do produto no Brasil.

Assim, solicitamos ao senhor também que, através do CRMV-SP, organize um encontro, com a presença dos técnicos e dos fabricantes envolvidos com a criação e produção do INFERTILE, visando amplos esclarecimentos tanto para médicos veterinários como para o movimento de proteção e defesa animal.

Aguardamos um breve posicionamento de Vossa Senhoria, pois milhares de doses do produto já foram distribuídas para Prefeituras, como citamos acima.

Além disso, o INFERTILE já está à venda na cidade de São Paulo, conforme reportagem publicada no Diário do Comércio de hoje, 05 de março de 2009.

No mais, apresentamos nossos protestos de elevada estima e consideração.

Cordialmente,
REGINA MACEDO
jornalista ambiental
assessora parlamentar
reginamacedo@terra.com.br

FOWLER THEODORO BRAGA FILHO
Coordenador do PROJETO FOCINHOS GELADOS
www.focinhosgelados.com.br

DRA. ROSANA MERCADANTE
Médica, cirurgiã plástica
ONG ABRIGO PICCOLINA / Avaré

ANGELA CARUSO
Presidente da ONG QUINTAL DE SÃO FRANCISCO

DRA. REGIANE FRANCELLI
Advogada do FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA
ANIMAL; Coordenadora do Voluntariado da ONG QUINTAL DE SÃO
FRANCISCO


DR. WERNER PAYNE e DRA. CRISTIANE GRILLE
Médicos Veterinários
ONG VETERINÁRIOS SEM FRONTEIRA

SONIA FONSECA
Presidente do
FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA ANIMAL
e da ONG SOZED (SOCIEDADE ZOÓFILA EDUCATIVA – SP)

DRA. VÂNIA PLAZA NUNES
Médica Veterinária Sanitarista e professora universitária
FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA ANIMAL

MIRIAM ABDUCH CABRAL
Advogada, Presidente da ONG ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E
AUXILIO AOS ANIMAIS (APAA)

SANDRA MARELLI
Presidente da ONG CLUBE DAS PULGAS

ALTINA MABELLINI
Presidente da ONG Tribuna Animal

DRA. ODETE MIRANDA
Médica Cardiologista, Prof. da Faculdade de Medicina do ABC
Presidente Executiva da ONG TRIBUNA ANIMAL

DRA. FERNANDA MONTALVÃO COELHO
Médica Veterinária / vice-presidente da ONG TRIBUNA ANIMAL

DRA. ANGELA BRANCO
Médica veterinária
Coordenadora Técnica da ONG PRÓ-ANIMAL

IZOLINA RIBEIRO
ESQUADRÃO PET – Equipe de Protetoras Independentes

ROBERTA PALMARI
ESQUADRÃO PET – Equipe de Protetoras Independentes

DRA. AMÉLIA DE OLIVEIRA
Médica Veterinária

DR. WILSON GRASSI
Médico Veterinário
Coordenador do PROJETO PROTETOR DOS PROTETORES
Diretor de Bem-Estar Animal da Anclivepa-SP

MARCELO CINTRA
protetor independente

DRA. TAIMI HAENSEL
advogada, protetora independente

LUCAS BURGER
engenheiro, protetor independente

YOLANDA HELLER
protetora independente

MARCO ANTONIO DI NAPOLI
protetor independente

MARA BAEZ
protetora independente

Robie Palmari/Esquadrão Pet disse...

Acho bom ir com um pouco mais de cautela, ante tanta euforia. Precisamos saber muito mais sobre eficacia/eficiencia e principalmente SEGURANÇA do uso do produto antes de sairmos usando por ai nos pobres animais ja tão desamparados por nossa sociedade.
esclarecimentos mais precisos ja foram solicitados ao CRMV - SP, conforme abaixo:

INFERTILE: PRESIDENTE DO CRMV-SP
PRETENDE REALIZAR AMPLA DISCUSSÃO


Após ser solicitado através de um documento (veja a íntegra), o presidente do CRMV-SP, DR. FRANCISCO CAVALCANTI DE ALMEIDA, revelou-se disposto a abrir um amplo debate de esclarecimentos a respeito do INFERTILE, esterlizante químico recém lançado e que vem provocando grandes dúvidas no meio da proteção animal e, mesmo, entre médicos veterinários.

O encontro deve ser marcado para os próximos dias, afirmou Francisco Cavalcanti, que espera contar com a presença dos fabricantes e dos técnicos responsáveis pelo produto. O CRMV-SP também promete fazer gestões junto ao Ministério da Agricultura para obter maiores informações relativas aos protocolos utilizados durante o trâmite de registro do esterilizante químico.

O documento enviado ao CRMV, assinado por ONGs, médicos veterinários e protetores independentes, solicita que este Conselho promova uma ampla discussão sobre o INFERTILE, pois até agora os fabricantes nao conseguiram convencer o movimento de proteção animal que este esterilizante químico realmente nao provoca efeitos colaterais a médio e longo prazos.

No documento, os signatários pedem ainda que o presidente do CRMV-SP, órgão que reune perto de 25 mil médicos-veterinários no Estado de Sao Paulo, provoque o Ministério da Agricultura visando tornar públicos os protocolos utilizados para registro do produto e liberação do uso em todo o território nacional do esterilizante químico INFERTILE.

O lançamento oficial do INFERTILE aconteceu no último dia 3 de março, em Sao Paulo, em um evento que deixou mais dúvidas do que esclarecimentos para todos os presentes. Os médicos veterinários responsáveis pela formulação fizeram uma breve explanação durante a solenidade e revelaram que os testes foram realizados num grupo de 29 cães, sendo que destes somente 11 receberam a fórmula na dosagem colocada no mercado.

Assim, é oportuno que ONGs localizadas em outros Estados também solicitem aos respectivos CRMVs a realização de amplas discussões relativas ao INFERTILE, pois a intenção dos fabricantes é que o produto seja usado em larga escala no País.

Regina Macedo
jornalista ambiental / São Paulo / SP
reginamacedo@terra.com.br

São Paulo, 05 de março de 2009.
Ao Dr.
FRANCISCO CAVALCANTI DE ALMEIDA
Ilustríssimo Presidente do CRMV-SP

Caro Dr. Francisco,
Diante do imenso número de dúvidas e questionamentos surgidos, e não esclarecidos, durante o lançamento do INFERTILE – esterilizante químico fabricado pela RHOBIFARMA INDUSTRIA FARMACÊUTICA LTDA e
apresentado oficialmente a veterinários, autoridades públicas, ONGs do movimento de proteção animal, no último dia 3 de março, nos dirigimos a Vossa Senhoria, solicitando sua atuação para que o processo de informações relativas ao produto seja o mais abrangente possível e para que possam ser tornados públicos os protocolos de aprovação junto ao Ministério da Agricultura.

Como o senhor estava presente no evento de apresentação do produto,representando o CRMV-SP, deve ter percebido que faltaram esclarecimentos
e, mesmo assim, foram distribuídos imediatamente, como brinde, 10 mil doses de INFERTILE para prefeituras de várias cidades, entre elas Ibiúna e Jundiaí (3 mil doses para cada uma dessas Municipalidades).

O senhor inclusive frisou, de forma bastante oportuna, que o produto, se for usado, só deve ser administrado por médico veterinário – mas esta obrigatoriedade não é plenamente esclarecida na propaganda deste esterilizante.

Na oportunidade, a Diretora da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, Dra. Inês Suarez Romano, esclareceu que os setores responsáveis pelo controle
animal na Prefeitura de São Paulo (COVISA/CCZ) pretendem realizar testes de campo e estudar a melhor forma de utilizar o produto como possível
método “alternativo” de controle populacional de cães.

A Dra. Inês Suarez, lembrando sua condição de farmacêutica, frisou que qualquer medicamento,
mesmo aprovado por órgãos federais competentes, pode surpreender quando usado em maior escala, pois podem surgir efeitos adversos.
São Paulo não formalizou o recebimento de doses em doação, como fizeram outros Municípios durante o evento.

Nos dois últimos dias, vários questionamentos têm sido levantados, principalmente em relação ao fato de o produto ter sido liberado pelo Ministério da Agricultura para venda em todo o território nacional bastando a apresentação de estudos realizados em um grupo de 29 animais – sendo que destes, somente 11 foram efetivamente inoculados com a fórmula, conforme a rápida apresentação técnica realizada pelo idealizador da fórmula, médico veterinário Dr. Francisco Rafael Martins Soto, de Ibiúna.

Tanto a apresentação do Dr. Soto, como de seu orientador, Dr. Wilson Gonçalves Viana, tentaram evidenciar que o produto é “praticamente indolor, dificilmente provoca reações e pode até mesmo ser aplicado “em campo”, na periferia, com o animal no chão, sem anestésico”.

Além disso, mostraram que apesar da morte das células onde o esperma é produzido, com os testículos ficando sem irrigação e com tamanho reduzido, “não existem efeitos colaterais significativos a longo prazo”.

No entanto, os dois médicos veterinários responsáveis pelo produto não apresentaram estatísticas e nem demonstraram que um número significativo de animais inoculados com o produto mantiveram-se vivos há anos sem agravos à saúde e integridade física.

E, mesmo com todas estas “garantias”, profissionais da Medicina Veterinária, sobretudo aqueles ligados a ONGs da proteção animal, vêm levantando
dúvidas se realmente existe um produto que, injetado numa região tão delicada do animal, realmente não produz incômodos.

Também existem questionamentos sobre o processo de infertilização que, provocando a morte de células, poderia, sim causar efeitos indesejáveis para o organismo como um todo.

Lembramos ao senhor que até o momento a maioria das experiências realizadas com produtos semelhantes em outros países não teve êxito.

Sendo assim, pedimos que o senhor seja o porta-voz junto ao Ministério da Agricultura, visando esclarecer quais foram os protocolos utilizados antes da efetiva liberação do INFERTILE para comercialização em todo o território nacional; e se este órgão federal tem plenas condições de atestar que o produto não afeta o bem-estar do animal e nem provoca nenhum tipo de dano físico ao cães inoculados com este esterilizante químico.

Por outro lado, médicos veterinários e defensores dos animais reafirmam que muitas dúvidas que pairam sobre o INFERTILE não foram esclarecidas durante o evento de lançamento do produto – os responsáveis pela fabricação, a senhora DEBBIE HIRST e a indústria RHOBIFARMA garantiram que posteriormente estariam dispostos a esclarecer todas as dúvidas, mas até
o momento não convocaram nenhuma reunião com os setores interessados, apesar de continuarem realizando gestões para a ampla distribuição do produto no Brasil.

Assim, solicitamos ao senhor também que, através do CRMV-SP, organize um encontro, com a presença dos técnicos e dos fabricantes envolvidos com a criação e produção do INFERTILE, visando amplos esclarecimentos tanto para médicos veterinários como para o movimento de proteção e defesa animal.

Aguardamos um breve posicionamento de Vossa Senhoria, pois milhares de doses do produto já foram distribuídas para Prefeituras, como citamos acima.

Além disso, o INFERTILE já está à venda na cidade de São Paulo, conforme reportagem publicada no Diário do Comércio de hoje, 05 de março de 2009.

No mais, apresentamos nossos protestos de elevada estima e consideração.

Cordialmente,
REGINA MACEDO
jornalista ambiental
assessora parlamentar
reginamacedo@terra.com.br

FOWLER THEODORO BRAGA FILHO
Coordenador do PROJETO FOCINHOS GELADOS
www.focinhosgelados.com.br

DRA. ROSANA MERCADANTE
Médica, cirurgiã plástica
ONG ABRIGO PICCOLINA / Avaré

ANGELA CARUSO
Presidente da ONG QUINTAL DE SÃO FRANCISCO

DRA. REGIANE FRANCELLI
Advogada do FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA
ANIMAL; Coordenadora do Voluntariado da ONG QUINTAL DE SÃO
FRANCISCO


DR. WERNER PAYNE e DRA. CRISTIANE GRILLE
Médicos Veterinários
ONG VETERINÁRIOS SEM FRONTEIRA

SONIA FONSECA
Presidente do
FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA ANIMAL
e da ONG SOZED (SOCIEDADE ZOÓFILA EDUCATIVA – SP)

DRA. VÂNIA PLAZA NUNES
Médica Veterinária Sanitarista e professora universitária
FÓRUM NACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA ANIMAL

MIRIAM ABDUCH CABRAL
Advogada, Presidente da ONG ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E
AUXILIO AOS ANIMAIS (APAA)

SANDRA MARELLI
Presidente da ONG CLUBE DAS PULGAS

ALTINA MABELLINI
Presidente da ONG Tribuna Animal

DRA. ODETE MIRANDA
Médica Cardiologista, Prof. da Faculdade de Medicina do ABC
Presidente Executiva da ONG TRIBUNA ANIMAL

DRA. FERNANDA MONTALVÃO COELHO
Médica Veterinária / vice-presidente da ONG TRIBUNA ANIMAL

DRA. ANGELA BRANCO
Médica veterinária
Coordenadora Técnica da ONG PRÓ-ANIMAL

IZOLINA RIBEIRO
ESQUADRÃO PET – Equipe de Protetoras Independentes

ROBERTA PALMARI
ESQUADRÃO PET – Equipe de Protetoras Independentes

DRA. AMÉLIA DE OLIVEIRA
Médica Veterinária

DR. WILSON GRASSI
Médico Veterinário
Coordenador do PROJETO PROTETOR DOS PROTETORES
Diretor de Bem-Estar Animal da Anclivepa-SP

MARCELO CINTRA
protetor independente

DRA. TAIMI HAENSEL
advogada, protetora independente

LUCAS BURGER
engenheiro, protetor independente

YOLANDA HELLER
protetora independente

MARCO ANTONIO DI NAPOLI
protetor independente

MARA BAEZ
protetora independente